Rússia,  São Petersburgo

O que fazer em São Petersburgo em 4 dias?

Gente que morre de medo de frio e deseja conhecer a Rússia, prestem muita atenção: Passamos por São Petersburgo no finalzinho do mês de agosto de 2018, dia 25, o clima estava bom! Finalzinho do verão na Rússia já cabe um casaquinho leve e uma calça pelo menos, temperatura na casa dos 19 graus, bem agradável para passear, né?

No primeiro dia começamos caminhando pela Avenida Nevsky, é uma das principais ruas da cidade, muito animada, muitas lojas, shoppings e restaurantes, passeamos pelo Jardim Mikhailovsky, que fica ao lado da Catedral do Sangue Derramado e ficamos admirando por algum tempo a beleza dessa igreja.

No segundo dia, começamos na Catedral São Isaac, subimos na torre da Igreja (custou aproximadamente 10 reais/cada), mas não entramos na igreja, nem no museu. Tem uma opção para comprar o combo e ter acesso a tudo (+ou- 25 reais). Você compra na hora! Se liga que a igreja não funciona às quartas-feiras.

 

De lá, seguimos caminhando pelo jardim até a estátua do Pedro, o grande (Horseman Bronze), às margens do rio Neva até chegarmos ao Palácio de Inverno, morada dos monarcas russo até 1917.

Sua praça gigante , bem em frente ao palácio, mostra um pouco o que os russos queriam mostrar para o mundo.

São Petersburgo é uma cidade bem organizada e planejada, todas as avenidas são extremamente largas e todos os prédios e monumentos também.

Depois de caminhar bastante, paramos no restaurante Kvartirka para provar o famoso stroganoff, prato típico russo! Não sei se foi o restaurante, mas achamos nada demais!

 

 

No outro dia pegamos o metrô para conhecermos o Forte Pedro e Paulo, chegando na estação mais próxima do forte e demos de cara com uma linda mesquita toda azul, mesquita de São Petersburgo.

Seguimos caminhando até o forte, onde tem vários museus e uma faixa de areia para rio Neva, passamos pela Catedral São Pedro e São Paulo que fica lá dentro. Mas não pagamos para subir no forte, nem entrar na igreja, mas a área externa é bem legal para passear. Inclusive no dia estava tendo um exposição de esculturas feitas de areia, olha só que legal!

Seguimos caminhando, atravessamos a ponte até o Summer Garden, vimos novamente a Catedral do Sangue Derramado e seguimos para casa.

No último dia conhecemos os palácios de Peterhof, esse passeio vale a pena tirar o dia. Peterhof fica um pouco afastado da cidade, você pega um ônibus que te deixa em frente a entrada (na frente dos jardins, que tem entrada gratuita). Você continua andando e verá uma bilheteria.

Para entrar na área real do palácio pagamos R$ 50 reais cada, achamos caro, mas vale a pena. Lá dentro é muito lindo, tem uma quantidade enorme de fontes, jardins, palácios e labirintos. Fica na frente do golfo da Finlândia, você ainda vê o mar Báltico.

Também tem a opção de chegar em Peterhof de barco, saindo de uma estação no Rio Neva, bem em frente ao Hermitage. O barco opera apenas no verão e é bem mais caro do que ir de busão, mas deve ser legal, porque você aproveita o passeio de barco e ainda entra no palácio bem no meio dele, onde dá para ter uma vista incrível.

Gostou de São Petersburgo?
Até mais ;D

 

Facebook Comments