Chiang Rai,  Tailândia

Roteiro de 3 dias em Chiang Rai

O que fazer em 3 dias em Chiang Rai?

Chiang Rai fica há 3 horas de carro de Chiang Mai e lá também tem aeroporto. Normalmente as pessoas fazem um bate e volta de Chiang Mai até Chiang Rai só para conhecer o Templo Branco da foto acima

Nós ficamos 3 dias na cidade e fizemos muita coisa legal, se liga no roteiro…

Dia 01 – Templo Branco e Singha Parque

Começamos nossa aventura em Chiang Rai pegamos um Grab (app de taxi mais barato na Tailândia) para o Templo Branco. Era domingo e estava lotado, por isso a dica 01 desse post é: se você tiver mais dias pela região, evite a visita no domingo. A entrada custou 50 baht por pessoa e valeu a pena! Super lindo e diferente!

Além do templo principal, tem um templo dourado na lateral, uma galeria com as obras do criador do templo, um banheiro super estiloso, umas fontes e muita arte espalhada pela área. Quando você entrar no templo principal, observe os detalhes da parede. Não pode filmar, nem fotografar!

Esse aqui é o porteiro do templo! Ele fica bem na frente, sentado nesse banco, esperando você chegar!

 

De lá, pegamos um taxi até o Singha Parque. Melhor parte do nosso passeio! Alugamos 2 bikes por 150 baht/cada e fizemos um tour pelo campos floridos.

As paisagens são de tirar o fôlego: campos de chá, campos de flores, plantações de carambola e de pimentões vermelhos.

No meio do passeio pela ciclofaixa, tem um momento zoológico com zebras e girafas! Bem legal!

Ah e como a fazenda é da Singha Beer, tem um restaurante/bar/lanchonete, experimente a cerveja deles!

Depois pegamos um taxi de volta para a cidade e, como era domingo a noite, fomos até o Sunday Market.

Pense num mercado grande e com muita coisa boa e diferente para provar. Comemos e dançamos umas danças típicas que parecia uma quadrilha junina. Foi muito divertido!

Dia 02 – Trenzinho grátis!

Coisa boa de Chiang Rai para conhecer alguns pontos turísticos da cidade é pegar o trenzinho grátis que passa por vários locais da cidade – templos e museus.

O trenzinho sai às 13hs The King Mengrai The Great Monument e vai para um museu de carros, um templo chamado Wat Phra Kaew, o museu militar (the 37 army circle military museum), o templo Wat Phrathat Doi Tong Center e por fim, passa pelo relógio da cidade.

Curtimos o trenzinho de boa e ficamos perambulando pela cidade.

A noite, fomos jantar no Night Market Bazar, é bem menor e bem mais simples do que o mercado de Chiang Mai, mas o melhor é que as comidas são ainda mais baratas hehehehe.

Esse Night Market fica no centro da cidade, funciona todos os dias a noite. O endereço é Rua Wiang, Mueang Chiang Rai District.

Dia 03 – Visita a Tribo Long Neck Karen.

Pegamos um taxi (Grab) até a Union of Hill Tribe Villages and Long Neck Karen, que fica na rua 2V9Q+MW Nang Lae, Mueang Chiang Rai District, Chiang Rai.

Pagamos 300 baht e conhecemos 5 tribos que realizam trabalhos manuais e vendem para os turistas.

Elas são gentis, mas é legal comprar algo antes de pedir para tirar fotos. Assim você ajuda essa comunidade que sobrevive da venda de artesanato.

Apesar do moço da recepção dizer que elas moram lá, uma das meninas nós falou que mora no Myamar e que faz esse percurso de vai e volta todo dia. 

Lemos que elas são refugiadas do Myamar na Tailândia e que não tem direito a várias coisas no país. Bom, eu não sabemos ao certo o status dessa tribo, e não sei dizer se manter o turismo com as visitas faz mais mal ou bem para elas.

É uma cultura muito interessante, mas que talvez não seja tão interessante a reprodução daquelas práticas, pois as argolas são bem pesadas e elas também colocam as argolas nos joelhos, formando grandes zonas inchadas nas pernas.

No final ficamos apenas com uma reflexão: Até que ponto devemos manter uma tradição?

Depois da visita e das muitas interrogações, pegamos um tuk tuk e fomos ao templo azul! É lindo!!!

E assim foram nossos dias por Chiang Rai, no dia seguinte pegamos um voo de Chiang Rai para Surat Thani, com a empresa Nok Air (7kg)

Atenção! Viajamos muito de Air Asia com a mala pesando entre 8kg e 10 kgs e nunca tivemos problema

Já com a Nok Air, a nossa mala excedeu o peso e pela primeira vez pagamos pelos quilinhos a mais…

 

Facebook Comments