Coreia do Sul,  Seul

Um amor chamado Coreia do Sul

Não sei explicar ao certo que tipo de sentimento rolou entre o 99destinos e a Coreia do Sul,  foi tipo amor à primeira vista. Nós simplesmente gostamos demais do conjunto da obra!

Essa percepção sobre o pais é muito particular! Lemos vários relatos ruins sobre vários locais onde passamos e só indo lá para tirar nossas próprias conclusões, e dar a nossa versão da viagem, que claro, pode ser totalmente diferente da de várias pessoas. Em breve resumiremos em um post o que nos encantou em Seul.

Por hora, queremos compartilhar o nosso roteiro de 10 dias na cidade.

O que fazer em Seul? Roteiro de 10 dias na Capital da Coreia do Sul

Dia 01 – Começamos nosso dia em um mercado em busca de chip de internet. O mercado é o Namdaemun, que fica no endereço: 21 Namdaemunsijang 4-gil, Hoehyeon-dong, Jung-gu.

Na lateral desse mercado tem umas lojinhas que vendem chip para turistas, o que não foi muito fácil conseguir na área residencial onde estávamos. Primeiro pela dificuldade na comunicação (no bairro em que ficamos quase ninguém do comércio falava inglês) e segundo que nem todas as lojas da Coreia vendem o sim card para turistas.

Passamos pelas lojinhas que vendiam, mas acabamos optando por comprar um na Seven Eleven, uma loja de conveniência que vende de tudo.

O moço da loja foi tão gentil e como precisávamos fazer um cadastro, ele nos ajudou, e  só sossegou quando nossa internet estava perfeitamente funcionando! Foi engraçado, ele vibrando quando tudo deu certo!

Passeamos pela feira, comemos um pãozinho de canela e açúcar, feito na hora … Delícia! Mas o parte mais radical das comidas de ruas, nós sempre evitávamos kkk Nada cru, que necessite de refrigeração ou que não seja frito na hora (dica para escapar das dores de barriga kkkk)

Depois seguimos até o portão Sungnyemun. A cidade tem vários portões, eles são bonitos e bem decorados.

Continuamos caminhando até uma segunda área muito animada de compras noturnas – Rua Myeong-dong. Foi a primeira vez que eu fiquei louquinha com a fofura das embalagens coreanas. Gente do céu, dava muita vontade de comprar, o pior é que a gente não tinha espaço na mala, aí já viu a tristeza.

Nessa área tem um restaurante muito bom chamado Myeongdong Kyoja, não é muito caro pela qualidade da comida, provamos as guiozas de porco, estavam sensacionais.

Dia 02 – Fomos ao Parque Namg e a Torre de Seul! Simplesmente incrível 😀 Esse parque foi escolhido pelos coreanos como o mais lindo no outono! Tirem suas conclusões kkk

Passeamos pelo parque e depois subimos por cerca de 40 minutos até a Torre de Seul! Nessa torre tem várias atrações pagas, você pode subir ao topo, ir ao cinema, tem algumas lojas, tem como locar roupas típicas para tirar fotos e tem restaurantes…

Mesmo não subindo no topo da torre, dava para ter uma visão legal da cidade. Fomos em novembro e já tinha decoração fofinha de Natal por lá.

Dia 03 – Dia de compras: Dica muito boa: Outlet com preços mais baixos que em Seul: Paju Outlet Premium! Basta pegar o ônibus 2200, que sai da estação Hapjeong – saída 01.
Alguns blogs comentam que o bus 2200 é grátis para turistas, não vimos nada indicando a gratuidade, por isso pagamos a tarifa normal – $2500 won.
De lá você pode conhecer uma vila chamada Provence – área com restaurantes charmosos, jardins e luzes à noite.
Para chegar em Provence, pegue o ônibus 900 no mesmo local em que você parou para ir ao outlet, na mesma parada!
Na vila tem vários café, inclusive um bem inusitado, com vários animais para você interagir: de cobra a cacatua, passando por porco-espinho kkk E aí, teria coragem de tomar um café cercada por tantos animais diferentes?

Essas fotos são da vila… Lindo, né? Voltamos para Seul no mesmo ônibus 2200.

Dia 04 – Fizemos um tour guiado no Palácio Gyeongbokgung com um guia mirim. Logo quando saímos do metro para visitar o palácio, um grupo de estudantes adolescentes nos abordou e perguntou se queriam um guia para o passeio pelo palácio. Por que não?

Em seguida, jantamos pela área de Insa-dong e ficamos de bobeira pelos mercados de lá.

Dia 05 – Fizemos um tour na Bukchon Hanok Village é um vilarejo antigo e bem conservado. Muita gente ainda mora lá, então você verá várias placas pedindo silêncio e uma grande quantidade de turistas. Na entrada do vilarejo, tem umas lojinhas que alugam roupas tradicionais da Coreia, você verá as meninas andando com seus longos vestidos 😀

Do alto da vila, dá pra ter uma linda vista da cidade…

Depois seguimos caminhando para a área da Blue House – casa presidencial. Você verá muitos guardas e um certo isolamento de área, mas pode continuar a caminhada até a Casa Azul.

E antes de seguir para o próximo ponto turístico, dá uma olhada no teto do portão que fica em frente a casa do presidente.

Eles adoram pinturas e sempre tem algo bem diferente nos tetos dos portões da cidade. Da casa do senhor presidente, fomos até Museu Nacional Folclórico, que fica pertinho e é grátis a entrada.

E antes de irmos embora avistamos o Jogyesa Temple – um templo budista bem lindo, que no dia em que visitamos estava todo enfeitado com flores na área externa. 

Dia 07 – Visitamos a DZM – Zona Desmilitarizada entre a Coreia do Sul e do Norte. Escolhemos a Seoul City Tour, o tour vai das 8:00 até às 13:30. Não recomendamos essa empresa http://www.seoulcitytour.net/English/

Pontos Negativos:

O tour é mega corrido, 5 minutos no máximo em cada ponto. E, no final do tour, ficamos 2 horas em uma lojinha de Ginseng, um saco!

Talvez você encontre empresas que fazem o tour mais voltado aos pontos históricos e que explique melhor a situação política entre os países. Só depois do nosso tour, buscamos entender melhor sobre os países e ficamos chocados com a realidade por trás do murro. (Para deixar sua visita ainda mais interessante, recomendamos o documentário Under the Sun e o livro Fuga do Campo 14)

Quando voltamos a Seul, paramos em frente ao Palácio Deoksugung, onde acontece a troca da guarda às 14 horas. Assistimos, tiramos fotos com os guardinhas, almoçamos por perto e fomos conhecer propriamente o palácio. A entrada custa 1.000 won e é lindo!

Não se assuste com a cara fechada dos guardinhas!

Esse momento de troca de guarda é mais uma atração turística do que um formalidade de segurança do palácio.

Assim que eles terminam o batuque, eles ficam lá parados, um bom tempo, tirando fotos com várias pessoas bem de boas!

Reparem na barba deles kkkk é fake! Pode chegar junto e tirar foto, eles são bem solícitos, mas um sorriso dificilmente você conseguirá.

O Palácio em si é mais do mesmo! É o seguinte, depois de entrar em dois ou três palácios de Seul, você achará que está no mesmo kkk eles são todos iguais. O seu desafio será identificar detalhes singulares em cada nova visita.

Dia 08 – Começamos nosso dia pelo Dongdaemun Market e região. Essa área tem uma diversidade imensa de mercados para todos os gostos. Para chegar nessa região pegamos o metro até o Dongdaemun history and cultural parque. A região parece um grande centro de convenções e tinha essa estátua da bundinha. Muito engraçado ver a turistada fazendo poses bizarras kkk

Depois de algumas horas batendo pernas por lá, caímos no Cheonggyecheo, um parque urbano que foi construído aos lados de um rio revitalizado!

Os sul coreanos estão de parabéns, viu! Rio limpinho e vivo no meio da cidade. Para comemorar a revitalização, tem um moral feito pela população, expressando a alegria de cada um pela águas do rio.

Dia 09 – Quando você pensa em Coreia do Sul, você lembra? Hop Hop Hop Hop “Gangnam Style” música do cantor e rapper sul-coreano PSY. A canção viralizou pelo mundo e fez a Coreia do sul ser amplamente conhecida. O estilo Gangnam, na verdade significa o estilo “bem sucedido” de quem vive nesse bairro da cidade.

A área é bem desenvolvida e cheia de lojas legais para passear.

Chegamos na estação Gangnam e, ainda embaixo da terra, tem um mega shopping do próprio metro.

Nessa esquina do bairro também fica a Samsung Delight, uma loja promocional e interativa da Samsung, você pode fazer uns testes nos apps, ir na montanha russa virtual e jogar uma corridinha de carro.

Nas caminhadas pelo Bairro Gangnam, claro, muita coisa fofinha 😀 Muito cosmético! Até eu que não sou nada vaidosa, aproveitei para comprar protetor solar. Os cosméticos da Coreia são muito bons!

Dia 10 – Viagem Incrível para Nani Island

Esse dia foi tão maravilhoso que merece um post explicando tudo em detalhes … Clique aqui para saber tudo sobre o Bate e Volta de Seul para a Nani Island.

E aqui acaba nossos 10 dias por Seul, se você ficou com alguma dúvida e quiser mais dicas sobre o nosso roteiro, é só mandar 😀

Até mais,

Facebook Comments